top of page

feliz Natal!

#natal #planner #memorykeeping #scrapbooking #scrapbook #decemberdaily #projectlife


Natal é minha época favorita do ano. Por muitos motivos - família reunida, troca de carinho, comida boa. Natal pra mim tem um cheiro característico - cheiro de casa cheia, de maçã e canela. Não sei porque, afinal na minha casa durante a infância não faziamos nada com esse cheiro.


Hoje coloco no fogo uma panela grande com água, casca de maça, canela em pau, casca de laranja e cravos. Deixo essa mistura ferver o dia todo e vou acrescentando água quando necessário. Pra que? Pra ter esse cheirinho incrível o dia todo em casa. Faz na sua casa e me conta. Nunca mais você vai se esquecer desse cheiro.


Adoro imagens de Natal. Quando viajei para os Estados Unidos fui a uma feira de papéis em Allentown, Pensilvania , a Alletown Paper Show e me senti em casa - um monte de imagens antigas de pessoas que não conheço fazendo coisas antigas em casas antigas. Comprei muitos postais desse tipo e quando chega essa época do ano gosto de ver todos eles. Parece muito aconchegante. Não gosto do cheiro... rsrsrs


E essa foi a inspiração para esse kit de Natal com cara vintage e divertido.

Queria um kit que fosse aconchegante para cuidar bem das memórias desse Natal. E, assim, nasceu o kit Dear Santa - querido Papai Noel.


Queria imagens que representassem esse clima e tivesse esse cheiro de Natal. Muito vermelho, verde e dourado. Nosso Natal não tem neve (buaááááá), mas cuidei para deixar o kit divertido com casinhas, pinheirinhos, e tudo o que o Natal tem direito.


E esse kit precisava de uma casa, então fui além. Montei um álbum que é lindo, prático e fácil de usar. São dois tamanhos - um de 21 x 23 cm ( ou 6 x 8 polegadas) e com ferragens que aceitam os refis plásticos vendidos aqui no Brasil. De nada.

O outro é um mini fofo de 14 x 18 cm para você usar como quiser - com os papéis que acompanham o kit ou recortar e montar os refis plásticos.


O kit tem cartões grandes e pequenos - e você usa da maneira que quiser.

Para que regras? O importante é se divertir e não ficar encucada com métricas.